domingo, 30 de setembro de 2007

O ponto de saturação da mídia


Mesmo ainda tendo a mente no ócio, sem criatividade alguma, é lendo o último post do blog do Fernando Teixeira, que um assunto ao qual já desejo falar há algum tempo vem a tona.

Qual o principal papel da mídia? Levar informação à todos, sem se importar com quem quer que seja, não é? Mas e quando a informação levada, de tão divulgada, se torna chatamente repetitiva, e na maioria das vezes, não tem utilidade de conhecimento alguma? É isso o que, diariamente, acontece com a atual imprensa. E não falo exclusivamente da brasileira, pois nos países europeus e americanos, a enxurrada de notícias fúteis, não é raridade.

Acessando sites como G1, UOL, BBC ou CNN, há qualquer hora do dia, alguma notícia sobre o caso da menina Maddeleine estará como manchete. E assim tem sido há 150 dias, desde maio. Não que a notícia não seja importante – ao contrário, ajudou muito a alertar sobre desaparecimentos de crianças no mundo inteiro-, mas quantas crianças somem diariamente em todo mundo?? Porque doa-se milhões de euros para ajudar na procura da menina, ao invés de doar para institutos responsáveis pela ação? O caso da pequena Maddie, de tão divulgado, chegou a um ponto de saturação, que ninguém agüenta mais ouvir falar.

Outro caso que a imprensa insiste em nos reportar todo dia, é quando se trata da pobre Britney Spears. É só a moça tossir que vira capa de revista ou de tablóides. É incrível. Apesar de tudo ruim que ela anda fazendo, ainda continua como a maior popstar da Terra, e tudo isso por causa da imprensa.

São apenas alguns exemplos perto de tantos que nos bombardeiam diariamente. Assuntos como crises na nossa política são trocados pela dúvida de quem matou a vilã da novela. E isso, principalmente no Brasil, é de todo ruim. Falta de informação de qualidade, é um defeito bem grave em nosso país.

Infelizmente, não tem como acabar com as revistas e os tablóides de fofocas. A escolha vai de cada um. Viver com alienação ou não? Eis a questão...

15 comentários:

lucaxxx disse...

concordo c/ o que vc disse amigo. No Brasil, deve sumir uma criança por hora, e ninguém fala nada. Gostamos de rep[etir as noticias dos gringos, por isso insistimos nessa historia, que pouco tem a ver c/ a gente.

Mr and Mrs. disse...

saturar?saturou sim!!!mas não vejo como maus olhos o papel da midia neste caso...alias vejo um cuidado exagerado sem pq!quantas crianças estão desaparecidas?a midia pega martires e transformam em moda!


http://sacochei.blogspot.com

K.Rafael disse...

Muitas vezes a imprensa se mostra como sangussgas que estão torcendo a todo momento para que algo de terrivel aconteça...

Antonoly Maia disse...

Já não aguento mais ler sobre esse assunto, a mídia é muito repetitiva!
um abraço!

Dragus disse...

Isso é falta de liberdade de imprensa.

Como não podem falar de outra coisa que não seja avacalhar o Lula ou algo ligado ao governo - por pressão dos executivos das empresas, pois a malha fina do imposto nunca pegou tanto sonagedor quanto agora por causa da cruza de dados do CPMF com os de IRs, o motivo pelo qual o movimento contra a CPMF conseguiu mais assinaturas em um mês do que movimentos pela paz conseguem em anos - os repórteres transformaram a imprensa em algo marrom que beira os tablóides ingleses.

Mas se esquecem de fazer jornalismo.

Se observar bem, Willian Bonner é exemplo de bom jornalista, e qualquer passadinha no You Tube mostra que tipo de jornalista ele é. =/

Guga Paz disse...

nesse caso, eu também não vejo com maus olhos o papel da mídia não...axo pior oq a mídia golpista está fazendo na política brasileira...agora quanto aos tablóides....ai, meu filho, é broncaaaaa
Abço!

VINICIUS disse...

Encontrei seu blog no orkut e vim comentar.
Bem, concordo com o que você disse. A mídia acabou perdendo parte de sua função primordial, que era a de informar o que fosse útil. E mesmo apesar de, às vezes, ser bom ouvir algumas inutilidades, a necessidade de informação de verdade acaba aumentando e muito.
A saturação é uma consequência de tudo isso.
Bom texto e boa argumentação.

Net Esportes disse...

A impresna é assim mesmo, ela fala sobre o assunto que tenha repercursão e interesse público, o importante é vencer...... ninguém quer saber sobre as diversas crianças que somem diariamente mas todos querem saber da Maddeleine porque é um caso famoso já, da Britney a mesma coisa, tem retorno e isso é o que importa para a mídia em geral, em tudo uma questão de dinheiro..... não adianta lutar contra isso.

Net Esportes disse...

*vender

e não vencer !!!!!!

Raoni Frizzo disse...

Parabéns pelo texto, cara. ficou excelente. O blog também é ótimo, muito interessante.
Continue assim!

Andrea Cristo disse...

O textos estão super qualidade e o blog esta muito bem estruturado. Parabéns

Danilo Moreira disse...

Me recordo do 11 de setembro, onde enquanto milhoes de pessoas agonizavam e outras ficavam trancadas em suas casas apavoradas, jornais, revistas, radios e tudo q se refere a midia fazia um verdadeiro bombardeio de noticias, uma disputa de quem daria a noticia primeiro, numa busca de fama e audiencia assustadoras.

Recentemente, aqui em SP, os ataques do PCC seguiram quase a mesma linha, e o acidente em Congonhas, onde nao se falava mais em outra coisa, tb seguiu a mesma linha.

Cara, isso me choca muito, pq de um lado, vidas sendo aniquiladas por acaso ou nao do destino, e de outro, gente ganhando absurdo de grana por causa disso.

No caso da menina, pior ainda, pq tornaram um caso atipico, sendo q acontece a todo momento e em todas as partes do mundo.

Me recordo de um jornalista na TV Cultura dizendo: "na facul, vc aprende que ética no jornalismo é tudo, qdo vc sai, é a primeira coisa q fazem vc esquecer..."

É, complicado...

Abraços!!!

Tive um novo delirio. Confira!!!

-----------------------------------
http://emlinhas.blogspot.com/

EM LINHAS...
Quando as palavras se tornam o nosso mais precioso divã.

Novo texto: Delírio nº5
-----------------------------------

O ANTAGONISTA disse...

Cara, muito justo o que você escreveu, isso tudo é mesmo absurdo.
Fiquei chocado semana passada quando vi uma notícia, com foto, do Brad Pitt pegando seu filho na escola. Havia inúmeros repórteres... tive pena do cara. Porra, nem pegar o filho na escola sossegado ele pode? E o que me interessa essa notícia? O que interessa a alguém?
Já percebeu que todos os dias tem uma notícia da IRIS (BBB) no site da globo (EGO)? Também tem o outro lado, o lado das notícias implantadas pra não cair no esquecimento.
A mídia está sem rumo, ou com rumos diversos daqueles pelos quais deveria se pautar.

Valeu, ótimo texto.

Arne Balbinotti disse...

Realmente você deu uma sumida mesmo...
E sobre seu texto, as vezes a mídia corrompe mais do que salva.
O Live Earth foi um bom exemplo... mídia para os cantores, mas e o aquecimento? Alguém fala mais alguma coisa? E os cantores, continuam fazendo algo a respeito? Acho que não...
O jeito é tentar mudar essa realidade aos poucos, nós somos responsáveis por isso, somente nós.
Abraços.
E você está na lista?

An@Lu disse...

oi diego! gostei do seu blog todo mas resolvi comentar nesse porque é um assunto que me revolta prfundamente. eu moro em portugal, onde tudo aconteceu. E toda hora, mesmo toda hora, tem notícia sobre esta criança. eu tenho pena dela, como tenho pena de qq criança desaparecida. Mas... Porque tanta exposição deste caso? Todos os dias desaparecem crianças... por que esta é mais que as outras? se ela fosse preta e pobre teria tanto mediatismo?? Hummm.... Sei não...