quinta-feira, 13 de setembro de 2007

O fabuloso espetáculo circense no senado brasileiros

Respeitável público, a cortina do grande espetáculo circense nacional se abre diante nós e o mundo. Hoje, 12 de setembro de 2007, confirmou-se o que a grande maioria já sabia: políticos no Brasil – em sua grande maioria-, tem no povo brasileiro a figura de grandes palhaços; palhaços passivos que irão aceitar qualquer injustiça que se cometa em uma sala de um congresso ou de um senado. Injustiça cometida, ora pois, por senhores que nós mesmos colocamos no poder. Mas até quando conviveremos com essa palhaçada?

Já há alguns meses, acompanhamos o desastroso caso do presidente do senado Renan Calheiros [foto2(PMDB-AL)]. Há cada mês, há cada dia víamos uma acusação e uma história diferente, combatida por explicações tão cheias de lapsos que soavam mais como um atentado à inteligência de nosso povo do que como prestações de contas. De lobistas passando por vacas e laranjas (até a Playboy entrou na história) e chegando em uma duvidosa empreitada em uma empresa de comunicação (e de refrigerantes...), o caso chegou a um patamar que gargalhadas foram o mínimo a se fazer quando o senador se dizia inocente. Tudo bem, “inocente até que se prove o contrário”- apesar de que não sei se essa máxima ainda vale para nosso país. O ponto crítico, é que apesar das diversas acusações contra o senador, nada o tirava do posto da presidência do senado, e entre frases alegando inocência e risinhos debochados para os jornalistas, quem pagava o papel de otário da história eram nós, o povo brasileiro, legalmente incapaz de fazermos algo enquanto cada pilastra do circo se montava diante nossos olhos.

Na última semana, aos que acompanham a política brasileira, a expectativa pela justiça a nosso favor cresceu ao ser anunciado a votação para que se possa iniciar o processo de cassação contra Renan Calheiros. A expectativa de ver a justiça ser feita dessa vez – lembrando do mensalão...-, fez com que todos se voltassem ao dia de hoje. Até acontecimentos históricos, como o 11 de setembro (que veio junto à mais um aterrorizante vídeo do Bin Laden), passaram despercebidos aos olhos e mentes dos brasileiros. Mas infelizmente, a maioria dos políticos do país não mudou, continuam ignorando a sabedoria da população.

Com 40 votos contra 35, Renan Calheiros foi absolvido das acusações lhe deferidas hoje. Foram 81 votos, somando mais 6 covardes, que não puderam expor seu voto visto o medo que estavam com as ameaças ocultas de nosso senador-chefe, que pelo visto parece esconder muitos podres daquele senado.

O que é mais é constrangedor, é que com uma crise grave como a que o senado brasileiro está passando, a pergunta que paira no ar é: Onde está nosso presidente??

Com recepções calorosas, passeios em carruagens reais e discursos sobre etanol (que é importante, mas crise em um país tem prioridade concordam?), a mais nova viagem do presidente Lula, dessa vez na Suécia, mostra mais uma vez o despreparo do presidente diante assuntos que também são de sua responsabilidade - e que ele faz parecer não ser. Por pura ironia, com Lula afastado de nosso país e tendo o vice sob o comando do Brasil, o cargo indicado para assumir a presidencia caso aconteça algo com nosso vice, é o de chefe do senado, ou seja, Renan está há apenas "uma pessoa" para se tornar presidente provisório da nação brasileira. Para piorar, jornais de todo mundo estão divulgando o miserável retrato do que anda acontecendo por aqui e colocando Renan Calheiros como aliado de Lula (o que de certa forma não é uma mentira), como é o caso do “La Nación” – jornal Argentino.

“Vitória da Democracia”. Palavras proferidas por Renan Calheiros pós absolvição. Talvez a tão bela palavra “Democracia” tenha outro significado no dicionário dos brasileiros. Significado não tão bom, mas que – pelo que bem entender deles (os corruptos) -, nos acostumaremos ao cutuar, e assim faremos como o filho de Calheiros: comemoraremos a absolvição com uma bela festa regada a muitos fogos, e assim, voltaremos aos nossos futebols e novelas, neste espetáculo a lá pão e circo chamado Brasil.

OBS: Infelizmente em um post como este a "generalização" é inevitável. Mesmo tendo àqueles 46 senadores assinado a responsabilidade de culpa naquele senado e ter manchado perante o povo a reputação geral da classe, é prudente que se diga que nem todos são assim, ao menos por enquanto. É com grande satisfação que parabenizo ao senador capixaba Renato Casagrande (PSB/ES) pela prudência e competência como relator do processo contra o Renan C. É sempre satisfatório quando percebemos que nosso voto tem poder sim e que nem todos os políticos são iguais.

22 comentários:

Freddy Jorge Simões disse...

Sinto-me profundamente decepcionado com a total falta de vergonha na cara, bom senso e ética dos nossos políticos! Hoje ouvi "Que país é este?", do Renato Russo, canção que nunca soou tão atual quanto agora: "Nas favelas, no Senado, sujeira pra todo lado".

E quanto à CPMF, pode ter certeza de que vão prorrogá-la por muito tempo, e nós vamos continuar pagando a conta da corrupção. E pessoas vão continuar a morrer nas filas de atendimento nos hospitais públicos, porque o dinheiro arrecadado não vai ser investido na saúde (conforme era o propósito inicial da CPFM à época de sua criação). Não tenho mais esperança de que as coisas mudem pra melhor nesse país de tanta gente parasita e desprovida de valores morais...

O desabafo é advindo de minha veemente indignação com a absolvição de Renan e com esse governo de merda!

No mais, tenho escrito amenidades em meu blog, pois escrever sobre política tem-me dado asco, nojo, e por isso não consigo!

Últimas atualizações:
Gonzaguinha, Roberta Sá e considerações sobre o ódio em meu blog:
http://www.cafe-cultural.blogspot.com

Fábio C. Martins disse...

Palhaço não aguentaria tanta palhaçada. Acho que passamos de palhaços para meros espectadores, que vão, assitem o espetáculo e saem sem ao menos bater palmas.

É. Estamos bem de representantes. Quero só ver na próxima eleição... aliás, não quero nem ver, pois meu voto será NULO. Pelo menos nessa hora eu posso dizer que fiz alguma coisa.

Alguns irão criticar essa minha decisão do voto Nulo, mas, pra mim, já que ninguém se levanta, não participarei de tamanha palhaçada. Claro, a não ser que aparece alguém que mereça o meu voto, daí será totalmente diferente. Mas essa é uma outra história.

Abraços

Catraca disse...

pois é...
não direi que estou surpreso...

a situação ta realmente crítica...e o pior é ver que o povo ta revoltado agora, mas assim que bater um jogo de futebol ou algum evento qualquer eles esquecem tudo isso e voltam a votar na escória...

abraço

Elayne Portela disse...

eu tenho vergonha da politica do meu país!
Assunto mto bem abordado!
Parabéns

Lya Flamel disse...

Vergonha todo mundo tem, mas ninguém faz mais do que reclamar, sinceramente já cansei disso. Todo mundo sabia que não ia dar em nada, então por que da surpresa?

Acho que esse é o meu jeito de ficar revoltada com a situação.

Luidi disse...

Ficou evidente a absolvição deste clahora no momento em que decidiram fazer votação secreta. Aí é que está o erro! se estes senadores são eleitos e pagos para defender o interesse do povo, pq não obrigá-los a mostrar em que estão votando???

Acho q a greve dos italianos de comerem pizza é pq ela faltaria aqui pelo Brasil...

... Raphael disse...

Podemos escrever textos grandes, falarmos muito mais todos sabem que se resume em apenas 1 palavra ... PALHAÇADA.
Isso é totalmente revoltante ...
abraço

O ANTAGONISTA disse...

Um dia depois de relembrarmos do ataque às torres gêmeas, vem essa palhaçada todo no Senado e me faz pensar uma coisa: porque raios os terroristas não jogaram ainda um avião carregado de explosivos no nosso congresso... quem sabe se começarmos tudo novamente a gente acerta? Ou não!

Guerreiro Alado disse...

pow cara teu blog é mtu bom, vc escreve bem pra caramba...
parabens

Diego disse...

é lamentavel essa situação , esse pais tem que mudar

An@Lu disse...

e nós ficamos, tal e qual espectadores, assistindo à palhaçada. Rimos e nos iludimos. Gostei muito da forma como você abordou o assunto e da tua forma de escrever. Parabéns.

An@Lu disse...

e nós ficamos, tal e qual espectadores, assistindo à palhaçada. Rimos e nos iludimos. Gostei muito da forma como você abordou o assunto e da tua forma de escrever. Parabéns.

- Cah. disse...

Bah, foi um nojo isso tudo que aconteceu,
é um nojo tudo isso que acontece,
e provavelmente vai continuar.

flw...

Carol disse...

Realmente foi uma palhaçada. Só me alegrei com a capa do Extra de hoje, perfeita!

(http://www.oglobo.com.br/jornal/extra/foto/capa_610.jpg)


[www.carolstos.com/blog]

young vapire luke lestat news disse...

Caro amigo, só resta lamentar a morte da liberdade, justiça, integridade e honestidade.

Estou de LUTO, por morte destes princípios básico de qualquer país que queira ser respeitado como nação soberana

[]s L.Sakssida

Jeff McFly disse...

Desculpa a ausencia, grande Diego!

Cara, senado... num tenho nem o q comentar. Ridículo.

Quanto a Critica/discussão tropa de elite: quanto mais leio as suas postagens, mais lixo acho a minha!

kkkkkkkkkkkkkk

Passa lá, mano!

Henrique Fogli disse...

O que eu fiquei mais puto foi com o Mercadante. Ele fingia ser da safra de políticos que mais ou menos prestam de sampa, aspirando a Suplicy. Mas ele se absteve, e veio com desculpinha. Desculpinha bem da esfarrapada, por sinal. Me senti um idiota por ter votado nele. Acho que no caminho dos Suplicy ele resolveu seguir a besta da Marta ao invés do Eduardo. Pelo menos não foi pro lado do Supla...

Afinal, sempre pode piorar... E cê acha que não?

R Lima disse...

Ainda há o que comentar? Definitivamente não...

O senado brasileiro mostra mais uma vez a decadência na qual vive e a cumplicidade partidária ofensiva.

Vêr o Renan sair vitorioso (como assim se define) é ver a mais dura das realidades brasileiras - a impunidade.

E ouvir dele a frase na qual usa e difama a então democracia é ver ausência total de vergonha.. sim, vergonha na cara.. falta de carater.

Abçs meu velho e vamos aos novos acontecimentos.. afinal o Brasil sempre pode nos surpreender mais.



[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Danilo Moreira disse...

Na hora em q soube, confesso a voce q não senti um pingo de espanto, não emiti nenhuma reação de surpresa ou qualquer outra coisa. Me pareceu tão comum quanto a noticia de previsão do tempo.

Como dizia Cazuza:
"Eu vejo o futuro repetir o passado,
Eu vejo um museu de grandes novidades..."

Novidade será o dia em q o povo realmente der a voz e mostar quem realmente merece estar lá, até lá, vamos continuar nessa pizaria podre e imunda que nós estamos
(re)vendo.

Abraços!!!!

-----------------------------------
http://emlinhas.blogspot.com/

EM LINHAS...
Quando as palavras se tornam o nosso mais precioso divã.

Novo texto: Plastic Beautiful
-----------------------------------

Dragus disse...

Somos apenas palhaços masoquistas de um circo chamado Brazil. =/

Net Esportes disse...

o pior é que foram 35 votos a favor, aí na hora de dar entrevista tinha mais de 40 falando que votou a favor........ tenha dó fazer votação secreta, é muita palhaçada mesmo...............

Danielll2 disse...

Cara, Eu não concordo dessa só depois do 16.

Se a atriz quer...Os pais deixam.. o que tem de mais? O que não pode é a menina fazer isso sem a autorização dos pais.. aí tudo bem...

Sobre o fato da Lindsay Lohan, ela tinha e não tinha motivos para tal coisa. A Atriz não tem o mínimo apoio do pai para nada.

Então, é uma questão dificil

Ja viu o Seriado 3 é demais? Lembra daquela menininha?

Pois é, ela é Ashley Olsen. Se não fosse por aquele seriado, as gemeas não estariam muito conhecida hoje em dia. ( Mary Kate Olsen, Ashley Olsen).

Fica aí minha opinião!

Seu blog tá mto fera!!