terça-feira, 13 de março de 2007

A inocência perdida por uma crueldade

Este artigo será curto, pelo simples fato de minhas entranhas não suportarem tamanha barbárie.


Há algumas semanas, na cidade de Joinville (SC), o corpo estrangulado e violentado de uma criança de apenas 1 ano e meio, foi encontrado sob um tanque de batismo da Igreja Adventista do Sétimo Dia. A criança, que se chamava Gabrielli Cristina Eichholz, havia sido deixada em uma sala brincando com outras crianças enquanto os pais assistiam a missa, e nisso, desapareceu. O corpo foi achado logo após o fim da cerimônia.

Depois de prender um acusado de 17 anos, e por meio de análise comparativa do sémem do adolescente com o encontrado no corpo de Gabrielli, detectou-se que ele não era o procurado. Na manhã da última segunda-feira, um pedreiro de 22 anos (de nome não divulgado), foi preso como acusado e após prestar depoimento assumiu a culpa pela barbárie feita à menina. Segundo o assassino, seria difícil ele lembrar de algo, pois estava bêbado. Entretanto, na manhã de hoje, o pedreiro fez a reconstituição do crime com uma riqueza incrível de detalhes: "Ele nos mostrou como tudo aconteceu e com requintes de crueldade", disse o delegado do caso Rodrigo Gusso.

O assassino será mantido em segurança máxima, pois a população está revoltada com tal atrocidade e até havia pedido ao delegado que liberasse o criminoso na rua. E não era para menos. O crime foi cruel, nojento e inescrupuloso. A forma como Gabrielli foi morta, o local e a ocasião, parecem cenas do mais sórdido dos filmes de horror. E é nestas horas que nos perguntamos: O que fazer? A que ponto chegamos?

Uma solução seria a pena de morte, mas tal aplicação no Brasil seria uma solução tão fora da realidade que seria justificável não tê-la. Infelizmente a incompetência do Estado não nos permite que tal lei seja posta em prática sem cometer falhas, pois a mesma não pode haver nenhum erro. Assim, nos vemos de mãos atadas para condenarmos o cruel pedreiro, (ou a Suzana R. e os irmão Cravinhos, ou ao Fernandinho Beira-Mar, e assim vai...)

Talvez precise que a filha ou a neta de um dos integrantes do Estado, ou da alta cúpula passem o sofrimento que a família Eichholz está passando no momento, para que tomem providencias sérias e reais, que mudem estas malditas leis feitas por quem devia ser condenadas por elas.


12 comentários:

Ali disse...

Chocante. Menos triste seria, se notícias como essa não fossem tão comuns. Menos triste seria, se nossas Gabriellis pudessem brincar despreocupadas.

gui¬¬ disse...

(...)

Não há palavras possíveis e imagináveis capazes de traduzir a indignação que isso traz em mim... É uma coisa tão nojenta, tão vil, tão inaceitável, tão... sei lá...

Vivemos alguns como animais sem raciocínio, como monstros cruéis sem alma, sem sentimento algum e sem discernimento pra escolher certo ou errado.

Valeu Diegão! teu blog tá muito bonito com esse layout novo!

E foi mal por não ter passado mais vezes aqui! Valeu, abração

Fernando Teixeira disse...

Ainda hoje de manhã, ouvia a band news de porto alegre. No programa do felipe e do diego casagrande (otimo programa) e nele falava um juiz...a questão era segurança, justiça e redução da idade penal. E ele falou muitas verdades.

O nosso sistema de execução penal é falho pois nao se investe em presídios, entao é quase obrigado liberar os presos o quanto antes, para desafogar a pilha de gente que são as cadeias. entao os criminosos estao sempre na rua. Precisa de muiitos, mas muitos presídios, só assim poderá ser feita a separação dos líderes das facções de seus subordinados.

Quando a redução penal o juiz afirmou que seria necessario aumentar o tempo desse jovem preso, mas que mesmo assim psicologos e outros profissionais pudessem trabalhar com esses jovens numa tentativa de reabilitação. Eu pessoalmente acredito que isso seria otimo a longo prazo, mas agora temos que tomar medidas rígidas contra o crime...até pq nao dá mais!

Quanto ao assassinato dessa menina..nossa, é ate dificil falar. Mas o pedreiro só pode ser um serial killer, não há explicação para o que ele fez, mesmo estando bêbado como afirma. E dentro de uma igreja? Bom, nao so catolico nem religioso, mas respeito todos os lugares onde as pessoas depositam as sua fé e esperança.

Um homem como esse sofre, e vai sofrer muito na prisão. Com certeza la dentro ou matam ele, ou o traseiro dele não descansará pelos proximos 3 ou 4 anos, pq depois disso, é bem provavel que já esteja na rua, violentando outras crianças. É, nao da mais, eu ja to cansado de tudo isso!

André Burgos disse...

o mundo tá uma droga mesmo, essas coisas já estão ficando comuns.


http://www.chaverde.wordpress.com

Tarzan ® disse...

Infelizmente estamos nas mãos de bandidos e como vc disse talvez só vamos ver resultados concretos quando os filhos e netos de senadores, deputados e governadores começarem a morrer.

Seria muito melhor se eles (os governantes) evitassem isso colocando ordem na casa e não dando brecha pra assassinos sairem da prisão.

Negão Internauta disse...

Eu repetiria meu famoso discurso do negro que é contra a pena de morte, mas já esta ficando repetitivo e estou enjoado de ser chamado de hipócrita.

Lamento mais pela menininha do que tenho ódio do cara. crianças não deveriam morrer antes de saber o que significa isso. Acho que nem que se esse cidadão neurótico morrer a dor da família diminuirá, não sei de onde tiram que punição trás conforto.

mas é isso ae.
Abs

Des[Construíram] disse...

Nessas horas eu me eprgunto onde está a democracia? Ou, cadê a força da opinião pública?
A impunidade é fruto de um sistema falho.
Abraço.

Fells disse...

Deviam mesmo soltar o cara na rua, colocar ele numa cela com um negão chamado matassete.. ai odeio pensar assim.. mas é ruindade demais.. esses caras deviam ser linchados em praça publica mesmo.. so falta agora a marilene felinto escrever um artigo defedendo o doente mental

André Burgos disse...

pois é, acho que até a globo se desespera para ser a primeira, e o pior, em seu proprio programa de televisão!

não acompanho o bbb, porém estou "arrodeado" de pessoas que gostam, acho que você tambem!

volte sempre!
http://www.chaverde.wordpress.com

A.J. MARTIN disse...

Você falou tudo, enquanto não acontecer uma tragédia como essa com um dos filhos de um juíz, governador ou qualquer outra pessoa influente, nada mudará...

talvez? disse...

Meu santo Deus. Nem sabia dessa noticia. Como os pais dessa criança se sente? alias, se é possivel sentir alguma coisa nessas condições. Nossa, realmente. Sem palavras! .. "A que ponto chegamos.."

Sr. Cassiano disse...

Triste... isso é o brasil

www.preto-opaco.blogspot.com