quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Justiça Comprada.


Em um caso em que a falta de honra se confunde com masculinidade e que a procura por justiça se confunde com vergonha, abre-se mais um capítulo triste na história do judiciário brasileiro, que com este caso, provou que bandidos de colarinho branco possuem sim vantagens explícitas neste lugar chamado Brasil.

O promotor Thales Ferri Schoedl (foto) foi absolvido das acusações de homicídio simples – pela morte do jovem Diego Mendes Modanez – e tentativa de homicídio, pelo atentado ao amigo de Diego, Felipe.




Segundo Thales, em 30 de Dezembro de 2004, o promotor saiu com a namorada Mariana Ozores Bartoletti, quando em um grupo de 4 rapazes, um deles teria mexido caluniosamente com a namorada do réu. Envolvido em uma discussão e acuado pelos quatro jovens, o réu teria disparado tiros, da qual teria acertado Diego e Felipe, matando o primeiro.


O caso se desenvolveu até hoje, sendo que nestes anos todos, o réu/promotor ficou em liberdade provisória e no último mês voltou a exercer a função como se nada tivesse acontecido, ganhando um salário que muito difere da realidade da maioria dos brasileiros honestos deste país.


A decisão de absolver o promotor foi feita por unanimidade (!!!) pelos desembargadores, que concordaram que o réu agiu em legítima defesa (!!!).


Dentre as peças que não se encaixam, há o fato do réu e da vítima estarem em uma mesma festa, e que poderiam acionar a segurança a qualquer momento, além da esfarrapada colocação do desembargador que relatou o processo, Barreto Fonseca (companheiro de trabalho do réu), que disse na íntegra: "O réu só fez o disparo usando meio necessário. Ele era bem menor em estatura do que as vítimas. Apesar do número de disparos, não se pode dizer que foi um uso imoderado da arma porque ele atirou antes para o alto e para o chão".



É de se pensar: Se o promotor fosse um balconista, ganhando seus dois salários mínimos (bem diferentes dos 10 mil reais mensais ganhos por Thales) e cometesse o mesmo tipo de crime, teria ele o mesmo tratamento e a mesma absolvição no caso? Provavelmente não. Felizmente ainda pode ser recorrido, mas todos nós sabemos como terminará este caso não é mesmo?


É um lamento que a justiça de nosso país seja controlada pelos mais poderosos. É um jogo onde a hierarquia da fortuna prevalece e a dignidade vira chacota.

Dica do Post:

Fim de ano chegando e os planos para viagens vão sendo feitos. Férias? Quem não gosta? rs. Fazer uma viagem inesquecível sempre esta nos planos da vida de todo mundo, mas nem sempre o orçamento permite. Mas e quando, por meio da simpatia e educação de berço, pode-se economizar uma quantia razoável com hospedagem, por exemplo? É aí que entra a dica do post: o Coach Surfing (surfando no sofá) é um site onde há interação entre viajantes de todo mundo, que oferecem o sofá da casa para hóspedes de todas as partes do mundo. Você pode oferecer sua casa ou pedir hospedagem em qualquer canto do mundo, podendo assim conhecer uma cultura mais afundo sem ao menos gastar com nada. A experiência é válida e o site é divertidíssimo. O bloggueiro que vos fala vai tentar uma hospedagem no Rio de Janeiro para o final de semana do show da cantora Madonna, se tudo der certo, posto a experiência. Enjoy it!

10 comentários:

Vladir Duarte disse...

É um caso bastante complicado. Parece mesmo que o promotor tem culpa, mas... e se não tiver? E se realmente agiu em legítima defesa? Será que existe uma certa indgnação da sociedade com esse caso apenas por se tratar de um jovem promotor? Realmente, prefiro não tomar partido nesse caso... já vi muito carinha que sai em turma de 5 ou 6 e fica tirando onda com mulheres em festa, ainda que estas estejam acompanhadas. Se confiam porque estão em maior número e são todos fortões, estilo pit boys... no caso do promotor, duvido que vá haver uma decisão contrária a ele, mas é difícil dizer se a Justiça foi ou não feita.

Valeu!
Ps: bom show da Madonna... eu também iria, se pudesse, mesmo não gostando muito dela.

Anônimo disse...

Estou terminando este mês meu doutoramento aqui no ITA, trabalho em uma área bastante especifica e não me considero inteligente, melhor do que outras pessoas, não acho que mereça mais do que um outro brasileiro que trabalhe em outra área, seja pedreiro, enfermeiro, etc. O judiciário, através de seus membros, tem características bastante absurdas como prepotência, altos salários, baixa produtividade associada à curta jornada de trabalho e a incompetência, e agora estamos observando a característica mais cruel, a injustiça através do corporativismo. Matar um jovem porque mexeu com a namorada? Não adiantaria explicar para vocês o que significa uma vida, um jovem com sonhos, sonhos destruídos por um animal. Este animal deveria ser sacrificado, quem não respeita a vida não deveria ter o direito de viver.

Anônimo disse...

Prezados,
Por entender que vivemos um "CAOS JURÍDICO", onde Decisões estão calcadas em presunçosos "ACHISMOS", de tal forma, ser inquestionável a premissa base de um "PURO FAZER DE CONTAS", apresento a Ratificacao de to Ao CNJ, - http://www.scribd.com/doc/8518939/Ratificacao-de-to-Ao-CNJ
. onde estamos formalizando junto ao Excelentíssimo Ministro-Corregedor do Conselho nacional de Justiça, as prementes, necessárias, quiça visceral, respostas às provocações feitas às Autoridades, ainda não respondidas, bem como, assinalando a importância, de que, alguns questionamentos intrínsecos às Sugestões formalizadas, tem o condão de´, possivelmente, exigir a ANULAÇÃO de Decisões tomadas sem fundamentação calcada nos reais fatos objetivos e concretos.

Apresento a Peticao CASO Thales Ferri Schoedl MPF SP, http://www.scribd.com/doc/8517190/Peticao-CASO-Thales-Ferri-Schoedl-MPF-SP , onde estamos tentando provocar o Poder Constituído, que Responsabilize os Agressores Sobreviventes, uma vez que, Legítima Defesa, implica a REAÇÃO, de intensidade compatível, a AÇÃO original. Portanto, o grupo de rapazes, são os Responsáveis Primeiros pelo desfecho da situação, bem como, em princípio, cometeram algum crime. Tal, tem a preocupação de evidenciar, que O promotor e sua Namorada são as REAIS VÍTIMAS do episódio.
Abraços,
Plinio Marcos

Flavia Melissa disse...

Ah, beibe, é claro que se a situação fosse diferente o resultado seria igualmente diferente.

Esse país é uma piada!

Arthurius Maximus disse...

O caso desse promotor é apenas uma radiografia clara da dissociação que há entre o Judiciário e o "homem comum".

Digo isso porque os magistrados e demais membros do Judiciário se julgam "seres divinos e acima do bem e do mal". Pode acreditar, isso inclusive já figurou em sentenças judiciais na Bahia literalmente.

Logo, o julgamento de Thales por seus iguais nada mais foi do que "justo".

Já que um membro do seleto grupo dos semi-deuses não poderia ter sido ofendido por um mortal comum.

Portanto, dar 15 tiros num ser humano desarmado consiste em correta expressão do poder divino e fulminante de um ser superior sobre um reles verme rastejante.

Cabe ao povo fazer a sua parte e exigir uma mudança de mentalidade do Judiciário.

Danilo Moreira disse...

Eh, esse post é um desabafo seu e de todo mundo que viu ou leu a noticia.

Tenho dó dos pais da vitima, imagino como devem estar se sentindo com essa injustiça.

Esse povo que votou por unanimidade nao deve ter filhos neh?

Abçs!!!

Flavia Melissa disse...

Só vim te contar que fui ver o filme novo do woody e que amei, amei, amei! Vc e suas dicas ótimas :)

Familia Barbosa disse...

hehe !!!aki si tu curte blog de contos entra lah no meu: http://historiasbarbosas.blogspot.com/

Orelha disse...

Gostei muito do seu blog. Com temas sérios e extremamente importantes. Parabéns, cara.

Diego Moretto disse...

Eu entendo, e agradeço muito, a posição dos anônimos profissionais diante o caso. Não se deve julgar pelo o que é passado pela mídia. No entanto, é notável que há algo de errado. Os furo são imensos e é visível que teve neste caso uma justiça aberta para o promotor, sem muita sinceridade. Enquanto isso a familiade Diego assiste esse erro de mãos atadas.

Muito obrigado a todos pelos comentários e voltem sempre =)