domingo, 17 de fevereiro de 2008

My Chemical Romance - Ao Vivo em Curitiba (17.02.2008)

A caminho. Trânsito tranqüilo em Curitiba, nem parece que daqui a pouco uma das maiores bandas de rock atualmente no mundo se apresentará pela segunda vez – em menos de 3 dias- em solo brasileiro.

A espera pelo My Chemical Romance no Brasil já é de longa data, e finalmente os maiores ídolos emo (eles rejeitam o rótulo) nos presenteam com 4 shows que certamente serão únicos.

19:25hrs, chego cedo para o concerto que está marcado para as 20hrs. Confesso que estou tenso: no Rio uma grade caiu devido ao tumulto e em São Paulo skinheads baixaram para bater nos pobres emos. A fila lotada de adolescentes com rímels e roupas pretas já indicam que cheguei ao local certo. Sou direcionado a entrada exclusiva da imprensa e olham meu crachá (que inclusive ficam com eles), além de pedirem celular e câmera digital, mas como eu não tinha levado nenhum dos dois, fui direto para o local reservado.
Os portões já haviam sido abertos e a Hellooch já estava quase lotada. Só se ouvia gritos felizes (e femininos) vindo de trás da platéia. Vozes chamavam a banda - ou apenas o vocalista Gerard Way - que um pouco mais das 20hrs atendem aos frenéticos pedidos e começam um fabuloso show (vestidos com a mesma roupa que estavam no show do Rio, diga-se de passagem), com The Sharpest Lives.

O repertório incluiu músicas dos 3 álbuns com grande destaque ao supra-sumo da banda, o The Black Parade, que traz músicas de caráter sublime como Mama, Famous Last Words e Welcome to the Black Parade – que foram incluídas no set list. Na décima música tocada - This Is How I Disappear – vejo que o fotografo que me acompanha olha feio pra mim. Sim, eu parecia um dos fans eufóricos e sabia a maioria das letras de cor e salteado (do álbum TBP sabia todas).

O ponto alto da noite foi em Sleep, com um show de guitarras e bateria que fez até com que a limitada voz de Gerard Way (quase) conseguisse atingir os altos agudos da versão de estúdio. Em Teenagers a banda brincou com a platéia, que continha alguns pompons fofos levantados e deram um toque todo especial ao grande hit, além de sermos surpreendidos com Gerard Way encenando um sexo oral no microfone: hilário. Em seguida veio Famous Last Words, uma das melhores da banda e também desse show. Após o hit, as luzes caem e o clima melancólico e sofrido da música Câncer faz com que todos acompanhem Gerard, cantando todos juntos em clima fúnebre. Assim quase se encerra o concerto, que ainda contou com uma possível música nova e com vários pedaços de covers, que iam de Smiths (heaven knows i'm miserable now), passavam por Oasis (don't look back in anger) e chegavam ao Lou Reed (perfect day), cantados a capela pelo vocalista no intervalo entre uma música e outra. O bis fica por conta da ótima b-side Desert Song e do grande hit do My Chemical, Helena. Uma hora e meia depois o show termina. Entre desmaios de fans e muito empurra-empurra, as (por volta) 1300 pessoas deixam o local. Rímeos borrados pelo suor e pelos choros; vozes roucas pelos incessantes e desesperados gritos e o desejo de “quero mais” pareciam fazer parte da maioria dos adolescentes que ali estavam. Ainda não eram 22hrs da noite, mas para muitos a melhor noite de 2008 terminava ali, e muito bem obrigado!

Os 3 destaques do show:

  • A formidável habilidade do baterista Bob Bryar e do guitarrista Ray Toro, que mostraram competência na difícil instrumentação nas músicas do The Black Parade.
  • O não atraso e a estrutura montada desde a época da venda dos ingressos. Nem pareceu que foi feito aqui no Brasil.
  • O show em si – que foi ótimo-, a empolgação da banda e as estranhas reboladas do vocalista, que além de aumentar as dúvidas sobre sua sexualidade, divertiam demais os atônitos fans.

Os 3 principais defeitos do show:

  • A briga entre seguranças e fans disputando o controle de máquinas fotográficas e celulares com câmera.
  • O local extremamente abafado que não nos deixava esquecer que era verão brasileiro.
  • E a banda não ter tocado The Gosth of You e You Know What They Do To Guys Like Us In Prison por inteiro. O Set List foi bom, mas eles poderiam ser menos ousados na escolha das músicas.
**Set List: The Sharpest Lives / Dead! / I’m Not Okay / Cemetery Drive / My Way Home Is Through You / Mama / House Of Wolves / Welcome ToThe Black Parade / I Don’t Love You / This Is How I Disappear / Headfirst For Halos / Kill All Your Friends / Give’em Hell Kid / You Know What They Do To Guys Like Us In Prison / Sleep / “New Song” / Teenagers / Famous Last Words / Cancer. Bis: Desert Song / Helena.

Dica do Post:
Aproveitando a euforia pós-show, vou deixar como dica os 5 singles que mais gosto do My Chemical Romance. Caso o leitor não os conheça, dê uma escutada e vê se agradam aos seus ouvidos.
1. Helena
2. Welcome to the Black Parade
3. Famous Last Words
4. Teenagers
5. Mama (live)


foto by Gabriel Pinheiro**

10 comentários:

Arne Balbinotti disse...

Eu sabia, você tem um EMO dentro de você... hahaha...
Muito bom seu texto, trabalho de profissional, parabéns.
Quase me senti no show, senti até um pouco de rimel nos olhos ao ler... hehehe...
Abraços e espero que tenha se divertido muito em meu estado.
Abraços.

Arne Balbinotti disse...

Meme pro c...
Meme pro c...
Vai na Butique que tem:
MEME PRO C.

Danilo Moreira disse...

A primeira vez q vi o vocalista no clipe de Helena achei q ele não era desse mundo...rsrs

Conheço pouco sobre a banda, mas Helena me faz recordar um momento muito bacana da minha vida.

Abçs!!!!!!

----------------------------------
http://emlinhas.blogspot.com/

EM LINHAS...
Quando as palavras se tornam o nosso mais precioso divã.

Novo texto: Lia e As Mulheres de Hoje
----------------------------------

Andrey Lehnemann disse...

E ai , cara... Mais uma vez aqui elogiando a sua escrita... Muito bem... bom... já fez um ano de blog , hein? Eu tou sem computador , então só estou vindo na casa de amigos para deixar recados e mandar criticas pro site... Acabei de colocar Transformers no ar... Se quiser ver como ficou... sua opiniao é sempre apreciada...

Viu que tropa de elite foi a vencedora do urso de ouro em berlim?
Ganhou de Sangue negro...

O Oscar é nesse domingo , e amanha colocarei os favoritos , ve se comenta lá nos favoritos no oscar , hein? hehehehe... nao sei se tu viu todos os filmes , mas Caçador de pipas é um grande filme... assim como Juno , Sangue Negro , Conduta de Risco e principalmente Onde os fracos não tem Vez...
Amanha falarei mais sobre o oscar e tal no site...

e vou começar a colocar no ar , um podcast .... Tu nunca teve vontade de fazer isso? É muito legal... Eu tava mostrando para uns amigos como ficou...

Abraçao

Andrey Lehnemann disse...

ó o site aqui... haiuhaiuhaui

http://clickfilmes.blogspot.com/

Andrey Lehnemann disse...

colocado no ar Diego os favoritos ao Oscar...

http://clickfilmes.blogspot.com/

Vê se olha a cerimonia ,´né?

Abraçao

Isabela disse...

Diego q lindo, fostes ao show!! Putz queria ir se tivesse dinheiro disponível! KKKKK ... beijo pra vc ... saudads!!!

Walace disse...

não tem mais orkut Diego??? Coloquei no ar , o framboesa deste ano ...

http://clickfilmes.blogspot.com/

Abraço

Diego Moretto disse...

O show realmente foi fabuloso, Acho que cumpri meu objetivo em tentar reproduzi-lo por meio da escrita a vcs. Bom, 2008 promete muitos bons shows......é só aguardar.
:)

Anônimo disse...

what bands are good to see for emo hairstyles?
[url=http://www.emo-hairstyles.info/]emo hair[/url]